Serro + Barão do Guaicuí, MG - Com Bolerata

20 e 21 de outubro de 2018 - sábado e domingo

 

 

 

 

 

 

Com uma arquitetura tipicamente colonial, Serro chama a atenção tanto de pesquisadores quanto de leigos interessados em história.
A cidade, também chamada de Terra do Queijo, devido à produção do famoso Queijo do Serro, se localiza na região centro-nordeste de Minas Gerais, na Serra do Espinhaço e fica a 230 km de Belo Horizonte.
Para os amantes do turismo histórico e ecológico, o município é um prato cheio, pois possui um belo acervo, desde museus a festas típicas, todas banhadas com a deliciosa culinária local.
Serro também faz parte do Circuito dos Diamantes, dentro do roteiro de Turismo Rural, onde os visitantes podem passear pelas antigas fazendas de produção de queijo e da cachaça mineira.

 

 

 

 

 

 

Saída

 

Chegada em Barão de Guaicuí

20/10 - 04:00h - Praça da Catedral

 

20/10 - 09:00h

     

Distância de Montes Claros

 

Tempo esperado de viagem

321 km

 

06:00h

     

Volta

 

Chegada em Montes Claros

21/10 - 17:00h

 

21/10 - 23:00h - Praça da Catedral

 

 

 

 

 

 

Ônibus executivo 44 lugares

 

Poltronas reclináveis:  Sim             Ar-condicionado:  Sim                 Banheiro:  Sim                 TV:  Sim

 

 

 

 

 

Pousada Serrana, no centro histórico

 

Wi-Fi:  Sim                      TV:  Sim                      Ventilador de teto:  Sim                      Frigobar:  Sim                      Banheiro no quarto:  Sim 

           

Café da manhã:  Sim                 Disposição dos quartos: 06 quartos de casal   -   04 quartos duplos   -   02 quartos triplos

 

 

 

 

 

 

20/10 09:00h Chegada em Barão de Guaicuí

 

Na chegada à vila conheceremos a simpática Igreja de Nossa Senhora do Rosário, construção do século XVIII.

 

 

 

 

20/10 09:20h Cachoeira do Barão

 

Acesso:                        Experientes:    Fácil                        Iniciantes:    Fácil

 

Altura da cachoeira:    10 metros                        Tamanho da trilha:    150 metros                        Duração da trilha:    05 minutos

 

Descrição detalhada da trilha:     Trilha super fácil de 150 metros, transporte já estaciona bem perto da cachoeira.

 

Poço:    Varia de 01 a 04 metros de profundidade, mais fundo do meio à base da cachoeira                        Fundo do poço:    Pedras          

 

Possibilidade de chegar ao topo da cachoeira:    Sim                        Possibilidade de ficar embaixo da queda d'água:    Sim

 

 

 

 

20/10 11:30h Saída destino Serro

 

 

20/10 13:30h Almoço em restaurante na cidade de Serro

 

 

20/10 14:30h Hospedagem nas pousadas

 

Tarde livre e noites livres para passeios pela cidade

 

 

Nesta data estará acontecendo a "Bolerata".

 

Imagine-se em um cenário construído em 300 anos de história. Imagine-se cercado por sobrados que contam opulência e vida cotidiana. Ao longe, uma pequena capela em homenagem a Santa Rita coroa a escadaria de pedras, com mais de 50 degraus.
Nas sacadas e janelas ao redor, a simplicidade e harmonia dos toques da Banda Santíssimo Sacramento dispensam sofisticações e instigam à embriagante sensação da melodia que surpreende e ecoa pelos becos, ruas e ruelas adormecidos pelos mais de 300 anos de ouro, histórias e grandes personagens.
A Bolerata foi criada no ano 2002, e apresenta boleros e serenatas em um encontro impar que usa as sacadas do casario colonial do centro histórico da cidade como palco e assim inverte o esquema das apresentações tradicionais, o palco contorna o público que se posiciona no centro do espetáculo juntamente com o maestro, ilhados pela música da banda centenária e pelo cenário peculiar provocado pela ousadia inventiva dos construtores desta terra, um convite a percorrer o caminho entre o erudito e o popular.

 

A mesa com quatro cadeiras custa R$ 120, R$ 30,00 por pessoa. É possível assistir à apresentação sem ingresso, de pé.
Não está inclusa no valor da viagem a reserva das cadeiras.

 

 

 

 

Fotos: Direto do Serro

 

 

21/10 07:30h Café da manhã estará servido no hotel

 

 

21/10 08:30h City-tour pelo centro histórico de Serro

 

City-tour com guia local contando toda a história e curiosades de Serro

 

Taxas de entradas em igrejas já inclusas no valor da viagem.

As igrejas poderão estar fechadas, se estiver toda a explicação será somente pelo lado de fora das igrejas.

 

 

Praça João Pinheiro

 

 

 

Capela de Santa Rita

 

É o maior símbolo do Serro, localizada no alto da cidade, com fachada poligonal de inusitada composição, uma única torre central e um grande relógio, que é a principal referência das horas para os moradores. Uma das mais antigas igrejas da localidade, construída provavelmente no início do século XVIII, em 1745 já se fazia referência a campanhas para sua ornamentação.

 

 

 

 

Vista da cidade de Serro da Capela de Santa Rita

 

 

 

Igreja de Nossa Senhora do Carmo

 

Igreja construída pela Irmandade de mesmo nome, ainda atuante nos dias de hoje. As suas obras foram executadas de 1768 a 1781. Em 1780 se trabalhava na fachada, com a edificação das torres, ajustada com o mestre José da Silva Ribeiro.

 

 

 

Igreja de Nossa Senhora da Conceição

 

Tombada pelo IPHAN, é uma das maiores igrejas barrocas do estado, possuindo as torres em madeira mais altas do colonial mineiro. “Saint-Hilaire a descreveu como uma das mais belas e grandes que ele vira em toda a Província de Minas”. Da sua construção se tem notícias a partir de 1776, sendo terminada em fins do séc. XVIII, no tempo do Ouvidor Domingos Manuel Marques Soares. Recebeu várias reformas durante o século XIX, sendo a mais importante datada de 1872 a 1877.

 

 

 

21/10 11:30h Hospedagem nas pousadas

 

 

21/10 12:30h Almoço em restaurante na cidade

 

 

21/10 13:30h Saída destino a "Vila Fantasma" de Mato Grosso

 

 

21/10 14:30h Vila de Mato Grosso e Capelinha

 

Com a presença de guia local para contar a história e curiosidades da vila

 

A fé católica deu origem a uma capela e a cerca de 100 casinhas desabitadas no topo de um pico a 18 quilômetros do Serro, cidade colonial fundada por bandeirantes em 1714. Por aquelas bandas, não há quem desconheça graças alcançadas na Serra do Carola, a montanha dos bem-aventurados.
Corria o início do século passado quando católicos começaram a enfrentar uma íngreme subida de três quilômetros para suplicar proteção e milagres a Nossa Senhora. À medida que as graças eram alcançadas, crescia o universo de peregrinos. A notícia se espalhou e atraiu forasteiros de longe. Foi então que um dos devotos, José Osvaldo de Gulim, ergueu um cruzeiro de madeira acima do platô mais alto.
As dezenas de casebres que são habitadas somente por uma semana ao ano, quando romeiros visitam este local para o Jubileu de Nossa Senhora das Dores, realizado em meados de julho.

 

 

 

Vista do alto da Serra da Carola, na vila

 

 

 

21/10 16:30h Volta para Montes Claros

 

 

21/10 22:30h Expectativa de chegada em Montes Claros

 

 


 

 

 

 

Investimento (valor por pessoa): R$ 240,00

 

 

 

Em até 03 vezes sem juros no carnê, em nosso escritório: Entrada à vista e terceira parcela até 10/10

 

Em até 12x com acréscimos no cartão de crédito. Clique aqui para ver os valores.

 

 

 

No valor está incluso:

 

Transporte em ônibus ida, volta e translados Hospedagem com café da manhã
 

 

Guia da nossa empresa nas trilhas e city-tours

 

 

Guia cultural local em Serro e Vila de Mato Grosso

 

 

Taxas de entrada em atrações no centro histórico

 

 

Seguro contra acidentes no transporte

(fornecido pela empresa de transporte)

 

 

Ímã personalizado da viagem
 

 

 

 

Quero ir! Saiba como aqui!